Back1-A   B   C   D   E   F   G   H   I   J   K   L   M   N   O   P   Q   R   S   U   V   T   W   X   Z   Y

[D] Glossário de Marketing Digital

DATA CHARGING – É o custo de utilização da rede móvel para serviços de dados .Os dois principais modelos de tarifação são: pay-as-you-use, que é efectivamente medido, pois o aumento da facturação dá-se na proporção da quantidade de dados consumidos pelo utilizador; O segundo método consiste em cobrar de acordo com a taxa pré-definida (habitualmente num período de utilização mensal) para um consumo pré-determinado de dados que podem ser consumidos. 

DATA COLLECTION – O processo pelo qual um marketer recolhe elementos de identificação pessoal dos assinantes dos serviços móveis. 

DAUGHTER WINDOW –É o anúncio que é executado numa outra janela associado ao banner exibido em simultâneo. Na prática,  o conteúdo e o banner são processadas primeiro, surgindo posteriormente a daughter window. 

DAY PARTING – veja Targeting

DECK (PORTAL) – Um portal que dá acesso a vários links de conteúdos, geralmente pré-configurados pelo Operador, sendo a  home page padrão do browser no telemóvel. 

DELIVERY REPORT – É o aviso / notificação / relatório de uma bem sucedida MO/MT de facturação. 

DEMOGRAPHICS – Características comuns utilizadas para a segmentação da população ou do público alvo, tais como idade, sexo, rendimento familiar, etc 

DHTML (Dynamic Hypertext Markup Language) – São um vasto conjunto de comandos de HTML que são utilizados pelos web designers para criar animações e maior interatividade do que com o HTML. 

DIGITAL MULTIMEDIA BROADCASTING (DMB) – É uma tecnologia de transmissão digital de rádio para o envio de multimédia para telemóveis (rádio, TV, e data casting) . 

DIGITAL SIGNATURES (ASSINATURAS DIGITAIS) – São assinaturas de documentos electrónicos. Asseguram a identidade e, portanto, pode ser utilizadas para estabelecer a responsabilidade jurídica e da autenticidade integral de tudo em que estiverem presentes – com efeito, a criação de um selo de segurança. 

DIGITAL SUBSCRIBER LINE (DSL) – É um circuito digital dedicado de alta velocidade a partir de um determinado local para o Operador de Telecomunicações, utilizando linhas telefónicas normais de cobre. DSL é a principal forma de banda larga a nível mundial. DSL é uma designação geral que inclui diversas variações: ADSL (Asymmetric Digital Subscriber Line), que vão até 1,5 Mbps; HDSL (High-bit-rate Digital Subscriber Line), 1,5 Mbps; SDSL (Single-line Digital Subscriber Line), 1.5 Mbps; VDSL (Very high-data-rate Digital Subscriber Line), que vão até 2,3 Mbps e RDSL (Rate Adaptive Digital Subscriber Line), com várias velocidades. 

DIGITAL VIDEO BROADCASTING- HANDSET (DVB-H) – É a tecnologia que impulsiona a TV móvel, que é uma combinação de vídeo digital convencional, IP e que é escalável para dispositivos mais pequenos. 

DIGITAL VIDEO RECORDER (DVR) – É um Disco Rígido de alta capacidade que está incorporado numa set-top box, que grava a programação de vídeo a partir de um aparelho de televisão.  DVRs permitem que o espectador faça pause, fast forward, guarde a programação TV.

DIGITAL VIDEO SERVER – É um computador, robusto dedicado num local central que recebe os pedidos dos telespectador através de uma aplicação de vídeo-on-Uma vez recepcionado o pedido, são enviadas de seguida, as transmissões streams de vídeo digital específicas para que o telespectador. 

DIRECT TO CONSUMER (D2C) – Conteúdos e serviços promovidos directamente pelo fornecedor(externo) para o utilizador final do telemóvel. A promoção destes serviços não depende da inscrição prévia no portal  (operador), o fornecedor do conteúdo é responsável pela tabela dos preços e pelo marketing. 

DISCOVERABLE NOTICE – Veja Notice

DISPLAY ADVERTISING (EXIBIR PUBLICIDADE) – É uma forma de publicidade online onde o anunciante divulga a sua mensagem através de uma página web definida, em geral, esta publicidade é disponibilizada a partir de uma caixa na parte superior ou inferior do site, junto ao conteúdo da página. 

DISTINCT POINT OF ORIGIN (DPO) – É um endereço único a partir da qual um browser se liga a um site na Internet. 

DOMAIN NAME – É nome que identifica um site na Internet como único. Cada domínio integra um designador superior ou de alto nível e um ou mais de baixo nível. Os domínios de nível superior (TLDs – Top-level Domains) ou são genéricos ou geográficos. Os domínios genéricos de nível superior são por exemplo  .com (comercial); . net (network); .edu (educação); .org (organização, pública ou não-comercial); .gov (governamentais); .mil (militares); .biz (negócio); .info (informação); . name (pessoal); .pro (profissional); .aero ( transporte aéreo e da aviação civil); .coop (cooperativas) e dómínios Geográficos, que designam os países de origem, como. Pt (Português). Us (Estados Unidos). Fr (França). Uk (Reino Unido), etc 

DOUBLE OPT-IN – É o processo de validação do pedido realizado por assinante de telemóvel para aderir a uma iniciativa móvel, solicitando aos assinantes opt-in, duas vezes, antes da sua participação como assinante.  Um requisito para as subscrições Premium e para muitos outros tipos de serviços móveis. 

DOWNLOAD VIDEO – Neste caso, o ficheiro de vídeo é downloaded integralmente para o telemóvel antes do mesmo começar a tocar. Uma vez que o vídeo é reproduzido apenas após a sua recepção no telemóvel, o servidor dos anúncios não podem confirmar se o conteúdo do vídeo e/ou os anúncios foram realmente visionados na sua totalidade. Devido à natureza das tecnologias utilizadas, a qualidade dos ficheiros de vídeo recebidos são de tão boa como os que estão guardados no servidor original. Como os arquivos de vídeo são guardados integralmente no telemóvel, a questão do copyright aqui são mais “aparentes”. A tecnologia mais popular é OMA download

DOWNLOADABLE APPLICATION – Veja Application

DRILL DOWN – Ocorre quando um utilizador acede cada vez mais ás páginas do site onlin, ele ou ela vai aprofundar cada vez mais no conteúdo do site.

DRINGSPOT – O objecto desta patente consiste em gerir o período que medeia entre o pedido de comunicação do emissor e o receptor aceitar ou atender o pedido de comunicação. O serviço é prestado directamente pelo Operador do assinante de telemóvel e permite que o assinante reduza a sua factura de telemóvel deduzindo os créditos de publicidade. (Mobile – Mobile; Fixed – Mobile ou Mobile Fixed; Fixed – Fixed; Videoconferencing On-line Communications; VOIP; Any communication with a cost to the originator and/or  receiver entity )

DUAL BAND – Um aparelho que suporta e é compatível com dois padrões diferentes e/ou duas frequências diferentes/bandas. 

DYNAMIC AD DELIVERY – Baseado em critérios pré-determinados, Dynamic Ad Delivery é o processo pelo qual um anúncio móvel é entregue, através de uma plataforma de gestão da campanha, o conteúdo móvel de um editor. 

DYNAMIC AD INSERTION – É o processo pelo qual um anúncio é inserido numa página como resposta a um pedido do utilizador. O posicionamento dinâmico do anúncio permite a alteração de anúncios específicos colocados numa página com base nos dados disponíveis nessa aplicação.  Na sua forma mais simples, a colocação de anúncios dinâmicos permite que vários anúncios possam rodar através de um ou mais espaços. Em exemplos mais sofisticados, o posicionamento desses anúncios podem ser determinados por dados demográficos ou com base no histórico de navegação do utilizador. 

DYNAMIC IP ADDRESS (Endereço Dinâmico de IP) – É um endereço IP (atribuído por um ISP para o PC do cliente) que altera periodicamente.  

DYNAMIC ROTATION – Consiste na entrega dos anúncios rotativamente, de forma aleatória aos utilizadores que estão expostos a diferentes anúncios e os mesmos são disponibilizados em diferentes páginas do site.

[Envie-nos a sua sugestão para completar o nosso glossário, e colocaremos um link para o autor]